Declaración de intenciones

Este blog intenta tener cubiertos al menos dos sentidos del hipotético visitante: la vista y el oído. La vista resulta evidente y el oído se consigue haciendo clic en el título de cada entrada.
Espero que lo disfrutéis.

jueves, 12 de octubre de 2006

Ergue-te ao sol


Quando acordares
Olha para mim
Quero que vejas
O que eu já vi

Vi na memória
De um homem bom
Que há muito tempo
Si ouviu um som
Que se perdeu

Que som foi esse
Que aconteceu
Foi uma voz
Que nos chamou
Nos alertou

Disse que a vida
É muito mais
Do que a soma
Do que queremos
Quanto mais temos

Anda comigo e sente a razão
Olha em frente e lá está o teu irmão
Dá-lhe a tua mão

Ergue-te ao Sol Brilha
E canta a canção
Do que ela fala é de uma revolução
A do coração

Quando acordares
Olha para mim
Há outra vida que vive em ti
Foi o que eu vi

Vi que há cá dentro
Dentro de nós
Alguém que canta
E só se ouve
Se estamos sós

Anda comigo e sente a razão
Olha em frente e lá está o teu irmão
Dá-lhe a tua mão

Ergue-te ao Sol brilha
E canta a canção
Do que ela tala é de uma revolução
A do coração

Quando acordares
Olha para mim
Pensa que um dia
Vai ser diferente
Para toda a gente

© Madredeus

4 comentarios:

Pedro Terán dijo...

¿Tú sabes que provocar frustración a los demás es malo?

Bliss dijo...

Oooohhhh!!! Y yo que lo que quería era provocar tranquilidad y sosiego... snif... :-(

Pedro Terán dijo...

No te pongas ":(" :C

Bliss dijo...

Sí, claro, qué fácil es decirlo. Mira lo que has conseguido... :,(